Igreja Sagrado Coração de Jesus.

A Paróquia

A Paróquia foi criada no dia 25 de junho de l965 – Festa do Sagrado Coração de Jesus, pelo decreto emanado pela Cúria Arquidiocesana de Mariana, sendo Dom Oscar de Oliveira o Arcebispo de Mariana. O decreto justificava a escolha do padroeiro com as seguintes palavras: “... para se valorizarem as inesgotáveis riquezas de Cristo mormente pelo Pão da Palavra Divina, do Sacrifício Eucarístico, dos Sacramentos e pelos desígnios da Divina Providência”.

   A Capela do Colégio São Francisco Xavier serviu provisoriamente de sede, até que fosse erguida a Igreja Matriz do Sagrado Coração de Jesus. Estava criada a paróquia que compreendia os bairros: Bela Vista, Cariru, Vila Ipanema, Contingente e Ipaba de Caratinga.

   O Pe. Manoel Madruga, diretor do CSFX, foi nomeado Vigário Interino (06/1965 - 03/1966). O primeiro Vigário da PSCJ foi o Pe. José Valentin Bertolo, que tomou posse no dia 05 de março de 1966, com a presença de Dom Marcos Antônio de Noronha, 1º bispo de Diocese de Itabira (03/1966 - 12/1973).

   O 2º vigário foi o Pe. Antônio Louzada (01/1974 - 12/1975). O 3º Pe. José Martins de Carvalho (01/1976 - 12/1978). O 4º Pe. Sebastião Francisco Pescatori (01/1979 - 07/1981). O 5º Pe. Efraim Solano Rocha (08/1981 - 03/2000). O 6º Pe. Rogério Baumann Hermandes (04/2000 - 11/2001).

   Em dezembro de 2001, tomou posse o Padre Geraldo Ildeo Franco, conforme provisão do Bispo Dom Lélis Lara.

   Desde 1981, os paroquianos se preocuparam em adquirir um espaço para construir a Igreja Paroquial. A Usiminas cedeu o terreno. Em agosto de 1983, começaram os alicerces da Igreja Matriz na praça Asteca-Cariru. A planta foi aprovada pelo Bispo Diocesano Dom Mário Teixeira Gurgel. A inauguração da Igreja Matriz aconteceu nos dias 27 e 28 de junho de 1986.

   Esta Paróquia é uma Igreja viva, missionária, trabalha em conjunto, organiza-se em comunidade. É participativa, litúrgica e orgânica. Podemos dizer que a PSCJ é o povo de Deus, na oração e na ação profética.

   Hoje, a PSCJ é formada pelas comunidades: Nossa Senhora de Fátima (Vila Ipanema), São Judas Tadeu (Castelo), Santa Rita de Cassia (Águas), Imaculado Coração de Maria (Bela Vista) e Sagrado Coração de Jesus (Cariru).

 

Paróquia Sagrado Coração de Jesus: 50 Anos

A Paróquia Sagrado Coração de Jesus está comemorando 50 anos de sua criação e de suas atividades pastorais. A PSCJ é composta de cinco comunidades paroquiais: Castelo, Águas, Bela Vista, Vila Ipanema e Cariru.

Olhando a história da PSCJ em seus cinquenta anos de caminhada evangelizadora e de catequese, podemos louvar a Deus por todas as pessoas fieis que edificaram esta Paróquia com convicção, amor, persistência e alegria. Vamos festejar, comemorar e agradecer a Deus por nos ter proporcionado a oportunidade de rezar, adorar, louvar, fazer o bem, dar testemunho da fé cristã e católica.

Como o Padroeiro da PSCJ é o Sagrado Coração de Jesus, os paroquianos devem se espelhar no mesmo Jesus que derrama sobre nós continuamente amor e misericórdia, perdão e paz. Esperamos que os festejos do cinquentenário da PSCJ possam despertar em todos nós muita fé, compromisso com a evangelização, optando preferencialmente pelos jovens e pelos empobrecidos.

 

A PSCJ, UMA ORGANIZAÇÃO A SERVIÇO DA EVANGELIZAÇÃO

A Igreja Católica existe há dois mil anos. Foi fundada com a descida do Divino Espírito Santo sobre os Apóstolos – Atos 6 ss. Tem uma história bimilenar de fé e de inúmeras boas obras em favor do povo especialmente dos mais pobres: saúde, educação, conscientização e formação das milhares de cidades do mundo inteiro como Rio de Janeiro, São Paulo e tantas outras.

A igreja católica não se ocupa apenas da parte religiosa dos povos. Ela tem o compromisso de repartir o pão, abrir os olhos dos cegos, curar os doentes e levar a Salvação a todos os povos.

A Paróquia é uma parcela, uma célula viva da Igreja Católica. A Paróquia organiza-se para poder evangelizar mais e melhor, expandir o Evangelho e aprimorar as obras de caridade. A Paróquia Sagrado Coração de Jesus – PSCJ - em Ipatinga procura se organizar e envolver todos os seus paroquianos para que tenham Vida e Vida em abundância.

A PSCJ tem alguns princípios para garantir sua organização em vista de uma evangelização objetiva, efetiva, despertando a fé e a oração, o compromisso cristão com a caridade e a misericórdia.

Princípios que fundam a organização da PSCJ:

A PSCJ supõe a participação e a integração de todos e de cada um de seus paroquianos.

- Respeitamos, mas não aceitamos trabalhos feitos paralelamente ao planejamento e à execução das atividades paroquiais planejadas, aceitas e votadas nas reuniões da PSCJ.

- Procura unir, fazer seus trabalhos em harmonia, em conjunto como um corpo vivo.

- Somos uma comunidade evangelizadora, catequética, anunciando Jesus Ressuscitado

- Queremos ser uma Paróquia aberta ao diálogo, ao serviço e à misericórdia.

- As reuniões dos Coordenadores são abertas a todos e a quaisquer fieis que delas queiram participar. Não temos reuniões secretas.

- Queremos paroquianos fiéis, participativos, discípulos e missionários. Por isso CADA paroquiano deve ter algum trabalho ou atividade pastoral conectado aos objetivos propostos pela PSCJ. Só seremos uma Paróquia verdadeira se CADA fiel paroquiano estiver integrado, engajado, envolvido, entusiasmado, evangelizando e anunciando em conjunto o Evangelho de Jesus e vivendo em oração e em caridade.

ORGANIZAÇÃO DAS ATIVIDADES PASTORAIS DA PSCJ

A PSCJ tem dois polos que lideram e organizam, coordenam e fazem acontecer suas atividades, dando vez e voz a todos e a cada um dos seus paroquianos: Trata-se da coordenação central paroquial: CPP e CFP.

a) CPP: coordenação central e paroquial das pastorais. Sempre a partir do Evangelho e com os paroquianos, o CPP organiza, coordena, planeja, lidera, anima, incentiva, incrementa todas as atividades pastorais, evangelizadoras, catequéticas e devocionais e facilita sua execução.

b) CFP: Coordenação Financeira Paroquial. Organiza, coordena, planeja lidera, anima, incentiva, incrementa todas as atividades relativas à administração dos móveis e dos imóveis. Trabalha em conjunto com o pároco e com o CPP, CFC e CPC, em favor da pastoral de conjunto, em consonância com os fieis, o que é definido nas reuniões.

A PSCJ TEM CINCO COMUNIDADES:

A PSCJ tem cerca de 12.000 – doze mil habitantes. É dividida em cinco Comunidades Paroquiais: Castelo, Águas, Bela Vista, Vila Ipanema e Cariru. As comunidades vivem e trabalham em harmonia e dentro das diretivas propostas pela Diocese de Itabira - Coronel Fabriciano e dentro dos objetivos e planejamentos propostos, discutidos e assumidos pelas Coordenações Paroquiais realizadas nas reuniões mensais.

Cada uma das cinco comunidades da PSCJ tem sua organização pastoral (CPC) e administrativo-financeira (CFC). As comunidades dividem seus trabalhos pastorais e administrativos em cinco setores. Cada um dos setores das comunidades tem seu nome começado pela letra C.

Os cinco Cs são os seguintes:

Contas: Contabilidade. Relatórios financeiros; prestação de Contas à Diocese. Controle das entradas e saídas do dinheiro.

Comunidade: organiza as atividades sociais, festivas, comemorativas. Incentiva o folclore. Valoriza os aniversariantes. Apoia a pastoral do dízimo. Incrementa a pastoral familiar e dos jovens. Dá suporte aos Vicentinos e às atividades sociais.

Conservação: Conserta, dá manutenção – elétrica e hidráulica - ajuda a montar a infraestrutura para as festas e coroações.

Culto: Anima, organiza, dá vez e oportunidade a todos os fieis de participarem dos atos do culto e da liturgia. Apoia as devoções populares. Dá cursos de liturgia, de bíblia de formação das lideranças.

Catequese: organiza a evangelização e a catequese da PSCJ. A PSCJ existe para evangelizar para se viver a caridade em oração e em ação.

 

AS REUNIÕES DA PSCJ

A PSCJ tem inúmeros compromissos, atividades e tarefas a serem desenvolvidas pelos fieis interessados. Supõe a participação e a integração de inúmeras pessoas fiéis e ligadas ao Evangelho, à Igreja e à PSCJ.

Para que as atividades, festividades, celebrações e administração possam acontecer corretamente fazem-se necessárias as reuniões de cada uma das Equipes pastorais, dos Coordenadores e de todos os responsáveis pelo bom andamento da PSCJ.

Sempre no mês de novembro de cada ano acontecem nas Comunidades as reuniões de planejamento do ano seguinte. Os desejos, anseios e planejamentos da cada Comunidade são elencados, ordenados e montados em vista dos acontecimentos e atividades que nos aguardam no ano seguinte.

No início do ano, sempre em fevereiro, acontece uma Assembleia Paroquial com todos os representantes de cada uma das comunidades para darmos a palavra final sobre o que foi planejado em novembro pelas comunidades. A reunião de fevereiro leva os participantes das comunidades a ordenarem e assumirem, decidirem e dividir as atividades entre si e entre as mesmas comunidades.

Por isso, a PSCJ consegue ter e manter tantas atividades pastorais e sociais, de culto e de catequese porque é bem orientada, liderada e muitos assumem em conjunto as atividades sugeridas, votadas e aceita pelos responsáveis pelo andamento da PSCJ.

Cremos que o ano de 2015, cheio de desafios, será melhor, será ótima ocasião para podermos evangelizar e catequizar melhor, dado que fizemos um planejamento bem elaborado e podemos contar com fieis discípulos e missionários que assumem as atividades com amor, persistência, carinho, trabalhando conjuntamente, com espírito de grupo a serviço do Sagrado Coração de Jesus, construindo um Reino de paz e de justiça.

 

O Sagrado Coração de Jesus

 

 A devoção ao Coração de Jesus existe desde os primeiros tempos da Igreja, desde que se meditava no lado e no Coração aberto de Jesus, de onde saiu sangue e água. Desse Coração nasceu a Igreja e por esse Coração foram abertas as portas do Céu.

Os Santos Padres muitas vezes falaram do Coração de Cristo como símbolo de seu amor, tomando-o da Escritura: "Beberemos da água que brotaria de seu Coração....quando saiu sangue e água" (Jo 7,37; 19,35). Nos lembram freqüentemente sobre a devoção ao Coração do Cristo, que tem um sólido fundamento nas Sagradas Escrituras. Jesus, apresenta-se a si mesmo como o mestre "manso e humilde de Coração" (Mt 11,29).

Na Idade Média começaram a considera-lo como modelo de nosso amor, paciente por nossos pecados, a quem devemos reparar entregando-lhe nosso coração (santas Lutgarda, Matilde, Gertrudes a Grande,Margarita de Cortona, Angela de Foligno, São Boaventura, etc.).

No século XVII estava muito expandida esta devoção. São João Eudes, já em 1670, introduziu a primeira festa pública do Sagrado Coração.

Em 1673, Santa Margarida Maria de Alocoque começou a ter uma série de revelações que a levaram à santidade e ao impulso de formar uma equipe de apóstolos desta devoção. Com seu zelo conseguiram um enorme impacto na Igreja.

Foram divulgados inúmeros livros e imagens. As associações do Sagrado Coração subiram em um século, desde meados do XVIII, de 1000 a 100.000. umas vinte congregações religiosas e vários institutos seculares foram fundados para estender seu culto de mil formas.

O apostolado da Oração, que pretende conseguir nossa santificação pessoal e a salvação do mundo mediante esta devoção, contava já em 1917 com 20 milhões de associados. E em 1960 chegava ao dobro em todo o mundo, passando de um milhão na Espanha; suas 200 revistas tinham 15 milhões de inscrições. A maior instituição de todo o mundo.

Em 1856 Pio IX estendeu sua festa a toda a Igreja. Em 1899 Leão XIII consagrou o mundo ao Sagrado Coração de Jesus (o Equador tinha se consagrado em 1874).

Essa devoção ao Sagrado Coração de Jesus nada mais é que a tradução em termos culturais dos relatos das profecias que falam sobre as gerações Crist.ãs que voltariam para aquele que foi transpassado pela lança, que jorrou água e sangue. Água sinal de Purificação e o Sangue a Redenção.  Essa é a entrada acessível pela qual nós, povo de Deus, pecadores como somos, podemos entrar.

Cristo é a porta aberta, que não podemos ignorar, pois através dela temos a Redenção.

 

Igreja São Judas Tadeu..

Igreja Nossa Senhora de Fátima.

Igreja Imaculado Coração de Maria

C4 - Centro Comunitário Cristão  do Cariru.

Secretaria Paroquial - Cariru, Ipatinga.

PARÓQUIA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

ÁGUAS, BELA VISTA, CARIRU, CASTELO, VILA IPANEMA - IPATINGA / MG.

O Padroeiro: Sagrado Coração de Jesus